Conheça todos os segredos para descobrir rapidamente se uma nota é falsa ou verdadeira e evitar prejuízos.

Quando você receber uma cédula confira sempre os principais elementos de segurança: a marca d’água, a imagem latente e o registro coincidente.

A maioria das notas falsas, cerca de 60%, não possuem a famosa marca d’água. Mesmo se o papel for verdadeiro, não há garantia de que a cédula seja autêntica. 15% das falsificações do Real são obtidas a partir da lavagem de cédulas de valor inferior. As demais cédulas falsificadas (aproximadamente 25% do total) utilizam papel parecido, mas não autêntico, com marcas de água diferentes e muitos outros detalhes alterados em relação as cédulas verdadeiras.

Identificar notas falsas

Identificar notas falsas

1. Observe a marca d’água. Isto é o mais importante! Cerca de 60% das cédulas falsas retidas pelo Banco Central não apresentam marca d’água. A marca dágua é um dos detalhes mais difíceis de falsificar, e portanto só existe na minoria das falsificações.

Segure a cédula contra a luz, olhando para o lado que contém a numeração. Observe na área clara à esquerda, as figuras que representam a República ou a Bandeira Nacional, em tons que variam do claro ao escuro.

As cédulas de R$50,00 e R$100,00 apresentam como marca d’água apenas a figura da República.

As cédulas de R$1,00, R$5,00 e R$10,00 podem apresentar como marca d’água a figura da República ou a Bandeira Nacional.

A cédula de R$2,00 apresenta como marca d’água apenas a figura da tartaruga marinha com o número 2.

A cédula de R$20,00 apresenta como marca d’água apenas a figura do mico-leão-dourado com o número 20.

2. Sinta com os dedos o papel e a impressão.

O papel legítimo é menos liso que o papel comum. Muitas vezes, uma nota gasta terá o papel mais liso, mas mesmo assim existem outros fatores a serem verificados para confirmar se a nota é falsa.
A impressão apresenta relevo na figura da República (efígie), onde está escrito “BANCO CENTRAL DO BRASIL” e nos números do valor da cédula.

3. Observe a estrela do símbolo das Armaas Nacionais nos dois lados da cédula.

Olhando a nota contra a luz, o desenho das Armaas Nacionais impresso em um lado deve se ajustar exatamente ao mesmo desenho do outro lado.

4. Observe as micro impressões.

Com o auxílio de uma lente, pequenas letras “B” e “C” poderão ser lidas na faixa clara entre a figura da República (efígie) e o registro coincidente e no interior dos números que representam o valor. Esta também é outra marca que nem sempre está presente em notas falsas. Utilize uma lupa se necessário.

5. Observe a imagem latente.

Observando o lado da cédula que contém a numeração, olhe a partir do canto inferior esquerdo, colocando-a na altura dos olhos, sob luz natural abundante: ficarão visíveis as letras “B” e “C”, de Banco Central. Mesmo em notas gastas, haverá as letras “B” e “C”. Em notas falsas, às vezes as letras “B” e “C” podem ser lidas olhando a nota normalmente. Preste atenção neste detalhe também.

6 . Linhas multidirecionais.

As notas de real também contam com linhas retas, paralelas, extremamente finas e bastante próximas entre si, dando a idéia de que houve uma impressão contínua no local. Apesar de estarem em toda a extensão da cédula, as linhas podem ser vistas mais facilmente na área da marca d’água. Como são marcas de extrema precisão gráfica, as cédulas falsas geralmente apresentam falhas nestas linhas.

7 . Fibras coloridas.

Ao longo de toda a cédula, podem ser vistos pequenos fios espalhados no papel, nas cores vermelha, azul e verde, em ambos os lados. Preste atenção também a outros detalhes. Muitas notas falsas também tem estas fibras coloridas.

8 . Fio de segurança.

Um fio vertical, de cor escura, está embutido no papel da cédula. Ele pode ser facilmente visto contra a luz. Está presente em todas as cédulas, menos nas de R$ 1 e R$ 5, que apresentam, como marca d’água, a figura da Bandeira Nacional.

9 . Fibras sensíveis à luz ultravioleta.

São pequenos fios espalhados no papel, que se tornam visíveis, na cor lilás, quando expostos à luz ultravioleta. São encontrados nos dois lados da cédula. Existem no mercado várias máquinas de identificar notas falsas que podem ajudar a identificar a presença ou ausência destas fibras.

10 . Microchancelas.

São as duas assinaturas – uma do Ministro da Fazenda, outra do Presidente do Banco Central do Brasil. Sem as assinaturas as cédulas não têm valor legal. Interessante este detalhe, não?

11. Sempre que possível, compare a cédula suspeita com outra que se tenha certeza ser verdadeira. Assim, fica mais fácil descobrir diferenças que são muitas vezes sutis entre notas verdadeiras e falsas.

Número de Série

São as letras e os números que identificam a cédula. Não podem existir duas cédulas da mesma numeração. Se você estiver de posse de notas com números de série iguais… uma delas é falsa… muito provavelmente as duas são falsas.