No âmbito do ensino, as possibilidades são das mais variadas para estender seu conhecimento. Há vários tipos de “serviços” oferecidos e que atendem à diferentes demandas. Cada um deles oferece diferentes técnicas e formas de apresentação que atende à diferentes necessidades de um estudante ou interessado no assunto.

Muito comuns em eventos como congressos, workshops, palestras, oficinas e mini-cursos oferecem, cada um, diferenciais de aprendizado para atender diferentes demandas. Para aprender a diferença entre estas formas de apresentar um conteúdo, iremos descrever um pouco de cada uma delas neste artigo. Existem também as apresentações de trabalhos, dissertações e afins, mas estes são menos específicos e mais simples de se descrever.

Workshop e Oficina

São basicamente a mesma coisa, sendo o primeiro o nome em inglês para a oficina. Ambos assumem um caráter mais prático, sem muitas partes teóricas e demonstrando como a teoria pode ser aplicada com facilidade na prática. Pode oferecer também estudos de caso e dinâmicas para que os presentes “aprendam fazendo”. São promovidas discussões em sala, há espaço para perguntas e é normalmente ministrado por mais de uma pessoa.

Palestra

A palestra pode ter várias motivações por trás dela. Ela tem como principal objetivo aumentar a curiosidade das pessoas sobre um determinado assunto ou introduzir novas ideias para a plateia. Análise de informações já existentes também podem ser apresentadas. Pode haver espaço para perguntas no final da palestra, mas ela funciona mais como o ponto de partida para o aprendizado em si como um elemento principal para aprender ou se aprofundar em um assunto.

Definição de eventos acadêmicos

Eventos como oficinas, palestras e workshops são excelentes para ajudá-lo a expandir o leque de conhecimentos que você tem sobre uma determinada área do conhecimento. (Foto: pc10.phocuswright.com)

Mesa-Redonda

Enquanto uma palestra é ministrada por apenas uma pessoa, a mesa-redonda é composta por duas ou mais pessoas, de opiniões complementares ou divergentes, que expõe suas ideias ao início da mesa-redonda e depois, é aberto um espaço para discussão com a audiência e entre os membros participantes da palestra. Seria como uma palestra interativa, aberta à diferentes opiniões e ao questionamento. É muito importante para o ambiente acadêmico, visto que ajuda aos presentes a fortalecerem seus argumentos para defenderem seus pontos de vista e seus estudos.

Cursos e Mini-cursos

A diferença entre ambos está na duração: enquanto o primeiro pode durar meses, o segundo é normalmente limitado a dias ou, no máximo, duas semanas. O propósito de ambos é dar a estrutura básica ou a introdução para técnicas e/ou conhecimentos para um aprendiz então poder dar continuidade fora da sala. Ao contrário das oficinas/workshops, o foco é mais teórico, mas não impede que hajam dinâmicas e/ou estudos de caso durante o período em que eles são ministrados. Pode servir também para aperfeiçoar o conhecimento de quem já domina o assunto mas quer uma especialização maior.