Vivemos ainda hoje praticamente um monopólio dos Correios para o transporte de objetos pelo Brasil. Apesar de isso parecer algo negativo, na verdade, é muito positivo, uma vez que temos um dos melhores serviços postais do mundo. Um estudo recente apontou nossos Correios entre os dez melhores do mundo. Isso é algo bom e demonstra que nossos Correios prezam pela qualidade.

Porém, surgem no mercado várias transportadoras, nacionais e estrangeiras, que visam oferecer serviços diferenciados dos correios e com uma boa qualidade. Algumas já competem inclusive nos valores cobrados. E fica até difícil eleger se é melhor enviar encomendas pelos correios ou pelas transportadoras.

Para saber qual é melhor, precisamos de eleger algumas categorias.

Para cargas leves (até 25 kg) com envio irregular (poucas vezes durante um mês)

Para este tipo de cargas, os Correios são a melhor opção, tanto pelos valores mais baratos quanto pela praticidade e rapidez da entrega. Mesmo as maiores empresas de logística do Brasil ainda perdem para os correios neste aspecto. Serviços como o SEDEX tendem a ficar cada vez mais rápidos e oferecerem os melhores custos/benefícios para seus usuários.

Para cargas leves (até 25 kg) com envio regular (frequentes durante um mês)

Aqui já entramos em um aspecto mais comercial do envio das cargas. O ideal aqui é conseguir algum tipo de parceria com os correios ou uma transportadora, preferencialmente incluindo valores de seguros também. Há uma vantagem maior para as transportadoras neste aspecto, que tem maior poder de negociação do que os Correios. Porém, já há serviços dos correios voltados para empresas e e-commerce, facilitando a vida dos empresários que trabalham com o envio constante de encomendas. Lembre-se também que mais barato pode sair mais caro, principalmente se a encomenda se perder ou for danificada.

Correios ou transportadoras

A escolha do meio de transporte se dará, basicamente, através do tipo de carga que você quer transportar. (Foto: enext.com.br)

Para cargas pesadas (acima de 25 kg)

Os correios tem uma carga limitada de transporte. Acima de um certo peso, os preços começam a ficar muito mais caros que através de uma transportadora. Por mais que haja muitos benefícios em conjunto com o serviços dos Correios, vale mais a pena conseguir os serviços de uma transportadora, seja para um acordo comercial ou apenas para envios sem muita frequência.

Para exportação ou importação.

Exportações de pequeno porte podem ser feitas sem problemas pelos Correios, que tem inclusive um serviço e consultoria dedicados a isso. Já encomendas maiores devem buscar os serviços de uma transportadora ou courier internacional, que ofereça seguro para a encomenda. Portanto, a decisão final fica por conta dos destinos para os quais você deseja enviar seus produtos e os valores/condições oferecidas pela transportadora ou pelos correios.

Já na hora de importar, não temos muitas escolhas, pois os correios só passam a ficar responsáveis pelas encomendas quando entram no Brasil, e não fora dela. Ao comprar na Amazon, por exemplo, o transporte é feito pela transportadora da própria empresa.

Custos

Os correios tem uma pequena margem de negociação com empresas. Transportadoras já são mais hábeis neste aspecto, podendo negociar com maior facilidade. Portanto, vale a pena pesquisar o que ficará mais cômodo, prático e barato para o bolso de sua empresa, mas levando em conta também a segurança de suas mercadorias durante o trajeto. Afinal, elas chegarem intactas ao destino é a parte mais importante.