Trabalho voluntário no exterior existe em várias formas. Você só precisa escolher alguns detalhes para participar de um programa voluntário que você realmente goste. É importante também entender que o programa voluntário de sua escolha vai exigir algumas habilidades da sua parte. Vamos entender.

Obs.: não vamos dar recomendações de onde fazer o trabalho no exterior, mas no final do artigo, mostraremos o importante passo a passo para você ser voluntário no exterior sem que seja um golpe.

Como fazer trabalho voluntário no exterior? Tenha habilidades que podem ser usadas lá fora!

Instrutores de Ioga, por exemplo, pode, trabalhar no mundo todo, e a formação inicial pode ser feita no exterior, também. Turismólogos podem obter qualificações em sociedades internacionais, com cursos, palestras, etc. Existem outros cargos voluntariados no exterior para você dar aulas de matemática, português, ou outras línguas. Trabalhos como massagista, ou como cozinheiro, também são muito bem procurados lá fora. O importante é você listas e enumerar suas habilidades para encontrar o programa voluntário que aceite essas habilidades, e ainda te ajude a desenvolvê-las.

Trabalho voluntário no exterior é alternativa de intercâmbio: ensinando inglês e outras línguas

Muitos países pedem professores de inglês para seus alunos, e isso é muito interessante. Você pode trabalhar dando aulas de línguas para crianças, adolescentes, e adultos, em qualquer parte do mundo. Geralmente, países latinos e africanos tem mais ofertas para estes tipos de programa, mas é comum no Japão e China, por exemplo, eles precisarem de professores de português.

Como fazer trabalho voluntário na África? E que tal na Ásia? Esportes podem te ajudar nisso!

Muitos países oferecem vagas para instrutores e professores para certos esportes. Por exemplo, você pode ter uma oferta para ser um instrutor de esqui no Japão, ou participar de uma equipe de suporte de praticantes de rafting no Canadá. Esportes aquáticos, como esqui, surfe, windsurf, e outros, são bem famosos no Mediterrâneo durante os meses de verão. Qualquer país pode receber um bom professor de esportes, independente do esporte que ele vá ensinar, mesmo que apenas em um papel de equipe de suporte.

Como ser voluntário no exterior

O trabalho voluntário é bem vindo no mundo todo. Qualquer habilidade que você tenha pode ser valiosa no país onde você será voluntário! (Foto: www.projectsabroad.org)

Trabalho voluntário no exterior gratuito: pense em sazonalidade!

E pense também que gratuito é muito relativo. Mesmo os programas de trabalho no exterior para missionários só oferecem comida e estadia, mas não oferecem roupas, passeios, etc. Pensando em sazonalidade, você consegue um trabalho que fatura mais em algumas épocas do ano, consegue pagar seus custos, e ainda sobra um dinheiro. Melhor que trabalhar no exterior como voluntário gratuito, não? Aliás, vale reforçar aqui: a maioria dos trabalhos voluntários não vai pagar todas as suas despesas, e você terá que arcar com alguns custos de morar no exterior.

Pensar na sazonalidade é também pensar em trabalhos temporários, como por exemplo, trabalho agrícola de colheita, trabalho voluntário em época de seca ou enchentes em um país. Você tem que acompanhar bem de perto o calendário, e saber o que acontece em cada parte do mundo.

Voluntariar para ajudar famílias

Muitas famílias oferecem o chamado “cama e mesa”, em troca por ajuda em alguns trabalhos do dia a dia. Você ajuda em trabalhos manuais, criativos, ou mesmo papéis mais qualificados, como engenharia, contabilidade, etc. Como pagamento, recebe casa e comida, te dando uma experiência a mais no mercado. São vagas para profissionais qualificados ou não qualificados, em várias partes do mundo.

Trabalho voluntário no exterior: Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras, ONU, e outros

Esses trabalhos voluntários são a cereja no topo. Isso também gera uma concorrência bem grande para esses cargos. Você tem que se candidatar no site oficial, e aguardar a resposta. Mostrando o interesse, ligando para a Central de Atendimento desses trabalhos voluntários, e entendendo o propósito de cada um deles, você consegue trabalhar melhor uma oportunidade com esses profissionais.

Trabalho voluntário: como me inscrever?

Nos últimos anos, houve um aumento nos golpes de trabalho voluntário. O que isso significa, afinal? Bem, significa muita coisa, mas principalmente, perigo para quem quer ser voluntário.

Voluntariado por instituições reconhecidas, ou mesmo o voluntariado missionário, são relativamente confiáveis. Você tem que verificar duas, três, quatro vezes se o que eles estão propondo é real mesmo. Ligar para amigos, colegas, conhecidos. Pesquisar na internet como são esses programas de voluntariado, pessoas que já participaram. É muito fácil criar um site pirata disso.

Algumas empresas de intercâmbio promovem também programas de voluntariado, que reduzem bastante os custos do programa. Mesmo assim, cabe lembrar que a pesquisa é uma necessidade muito importante, para descobrir se o programa é real mesmo, ou um golpe.

Por fim, você pode obter muitas informações sobre trabalhos sazonais diretamente nos consulados dos países que te interessam visitar. Mande mensagens aos consulados, perguntando sobre os programas de voluntariado no país, e como se cadastrar neles. E pensar também, que fazer um intercâmbio normal pode sair tão barato quanto o voluntariado no exterior, já que nem tudo lá fora vai sair de graça.

Conseguiu encontrar um programa de voluntariado no exterior que você queria? Como você fez sua pesquisa? Já fez algum voluntariado no exterior?