A função da memória de curto prazo é poupar pequenas quantidades de informações por curtos períodos de tempo até que seja processada na memória de longo prazo. Na verdade, não é necessário memorizar todas as informações que recebemos, e nosso cérebro se livra dos dados que não precisamos. No entanto, quando tira,ps os dados que são essenciais para nós, isso significa que temos um problema com nossa memória de curto prazo.

O que causa perda de memória a curto prazo?

Na nossa vida cotidiana, a nossa memória de curto prazo é algo em que não podemos viver sem: é o que nos permite encontrar o nosso caminho para casa do trabalho, nos lembrar dos nomes das pessoas próximas e outras. Não é de admirar que a perda dessa habilidade acompanhe certas doenças neurológicas como demência, doença de Alzheimer e tumores cerebrais. Assume-se que a causa mais frequente de perda de memória a curto prazo é o envelhecimento. Depois dos 30 anos, seu cérebro começa a encolher e o número de células começa a diminuir. No entanto, uma vez que você entenda que sua perda de memória de curto prazo não está associada à sua idade, você deve procurar um médico, porque este estado pode sinalizar um transtorno de saúde grave, incluindo doença cerebrovascular, hipotireoidismo, acidente vascular cerebral e depressão. O abuso de drogas e álcool, tabagismo, síndrome de fadiga crônica, lesões na cabeça e uma deficiência de vitamina B12 também estão relacionados à perda de memória a curto prazo.

Como melhorar a memória de curto prazo?

Apesar de as causas de perda de memória a curto prazo variarem muito, você pode tomar medidas para melhorar a situação. 5 atividades simples que podem contribuir para uma considerável melhora na sua memória e outras funções cerebrais.

Exercícios para memória de curto prazo

A qualquer idade, você deve manter sua mente nítida e ativa. Seu cérebro precisa de exercícios, assim como algumas outras partes do corpo que você fortalece durante os exercícios. Estudos mostram que pessoas idosas que leem muito, jogam xadrez e cartas,fazem quebra-cabeças e palavras cruzadas são capazes de prevenir ou diminuir o processo de perda de memória. Certamente, isso pode ser presumido que funciona qualquer pessoa a qualquer idade. Tire tempo para fazer essas atividades duas vezes por dia para não permitir que seus poderes mentais se estagnem.

Memória de curto prazo

Melhorar sua memória de curto prazo pode contribuir para melhorar outras funções cerebrais também. (Foto: Personalitytutor.com)

Técnicas de melhoria de memória de curto prazo também ajudam

Estudos mostram que a maioria das pessoas pode memorizar 7 dígitos ou palavras aleatórias sem problemas. Para facilitarmos, conscientemente ou subconscientemente, usamos uma técnica chamada de fragmentação, ou seja, organizando os dados em blocos menores, nos quais esses dados podem ser ligados logicamente e memorizados mais rapidamente. Pratique fazê-lo em seu cérebro, por exemplo, memorizando o número do seu cartão bancário, dividindo-o em números menores em vez de anotá-lo.

Dispositivos mnemônicos também ajudam na memória de curto prazo

Qualquer dispositivo mnemônico é baseado em uma imagem ou emoção mental incomum. Requer certos esforços para criar uma imagem ou evocar uma emoção para ser vinculada com determinados dados. Você pode usar dispositivos prontos, ou você pode inventar o seu próprio, estabelecendo associações entre os dados que deseja lembrar e certos objetos que já existem em sua memória.

Aprender a se concentrar ajuda na memória de curto prazo

A atenção e a capacidade de foco estão entre os componentes mais essenciais da memória. Eles ajudam a criar uma visão pessoal de um objeto ou dados, facilitando o processo de associação. Há diversos exercícios de concentração que você pode praticar para melhorar sua capacidade de memória de curto prazo também.

Vitaminas, alimentos e suplementos podem ser inclusos na dieta para melhorar sua memória de curto prazo

Certas deficiências nutritivas também podem ser a causa da perda de memória a curto prazo. Seu cérebro precisa de energia para funcionar corretamente, assim como qualquer outra parte do corpo. Coma mais grãos integrais, oleaginosas, brócolis, sementes de abóbora e tomates. Esses alimentos contêm nutrientes que são especialmente benéficos para o seu cérebro. As vitaminas B6, B12 e ácido fólico evitam o comprometimento cognitivo. Suplementos devidamente recomendados pelo seu nutrólogo ou nutricionista também podem ajudar a melhorar a memória.

Como você melhora sua memória de curto prazo? Quais atividades usa para melhorar essa habilidade?.