As cartas de tarô são uma das muitas formas de adivinhação. Eles são comumente usados ​​para medir resultados potenciais e avaliar influências em torno de uma pessoa, um evento ou ambos. O termo técnico para a leitura do tarô é a taromancia (adivinhação através do uso de cartas de tarô), que é uma subcategoria da cartomancia (adivinhação através de cartas em geral).

Para que serve o tarot?

Os leitores de tarô geralmente acreditam que o futuro é fluido e, portanto, as previsões absolutas de eventos futuros são impossíveis. Em vez disso, eles se concentram em possíveis resultados, bem como na análise de influências relacionadas à questão. Estas podem ser influências que o sujeito nem sequer deve estar ciente antes da leitura.

A leitura do tarô, portanto, arma o sujeito que recebe a leitura com informações adicionais para que eles possam fazer escolhas mais informadas. É uma outra via de pesquisa, por assim dizer, e não deve ser visto como vindo com qualquer garantia de resultados finais.

Os arranjos das cartas de tarot

O arranjo dos cartas em uma leitura de tarot é muito importante. Cada posição em um arranjo está associada a um aspecto diferente do sujeito que recebe a leitura. Os dois mais comuns são provavelmente os Três Destinos e a Cruz Celta, mas há muitos outros.

Os Três Destinos consistem em três cartas. O primeiro representa o passado, o segundo representa o presente, e o terceiro representa o futuro.

A Cruz Celta consiste em dez cartas que representam uma variedade de coisas, incluindo influências passadas e futuras, esperanças pessoais e influências conflitantes.

Tarô

Conheça um pouco mais sobre a arte mística do tarô e veja como funcionam essas cartas mágicas. (Foto: YouTube)

Arcano principal e menor no tarot

Os baralhos de tarô padrão possuem dois tipos de cartas: arcanos maiores e menores. Os arcanos menores são semelhantes a um baralho de cartas regulares. Eles são divididos em quatro naipes, com cada naipe com uma carta para 1 a 10. Ele também inclui cartas designadas como pajem, cavaleiro, rainha e rei.

Os arcanos maiores são cartas autônomas com seus próprios significados únicos. Estes incluem cartas como o Diabo, a Força, a Temperança, o Enforcado, o Tolo e a Morte.

Tarot como fonte de conhecimento

Diferentes leitores têm idéias diferentes de onde seu talento vem. Para muitos praticantes de magia, o poder é inerente do leitor para aproveitar os entendimentos universais. As cartas são simplesmente um meio para ajudar a desencadear esse talento pessoal. Outros podem falar de explorar uma “mente universal” ou “consciência universal”. Ainda outros acreditam a influência de deuses ou outros seres sobrenaturais acabam por colocar as cartas em uma ordem significativa.

Alguns leitores se abstêm de explicações, reconhecendo que não entendem as especificidades de como funciona, reconhecendo que, de fato, funciona. Essa mentalidade pode ser comparável a todos nós que usamos carros regularmente, embora a maioria de nós tenha pouca ideia de como um carro realmente funciona.

O poder das cartas de tarot

Poucos leitores sugerem que alguém poderia simplesmente pegar um baralho de cartas de tarô e produzir uma leitura significativa. Muitas vezes, as cartas são vistas como não tendo nenhum poder e são simplesmente uma sugestão visual útil para ajudar o leitor.

Outros acreditam que há algum poder nas cartas que acentua os próprios talentos do leitor, e é por isso que eles só trabalharão de seus próprios baralhos.

Você acredita em tarot? Já teve uma leitura bem sucedida? Conte para nós sua experiência!