Muitas pessoas sonham em visitar Machu Picchu. Um lugar lindo, uma beleza natural que poucos lugares no mundo podem se igualar. E organizar uma viagem para esse lugar histórico não é tão difícil quanto parece.

Onde fica Machu Picchu?

Machu Picchu fica em uma das montanhas da cordilheira dos Andes, no Peru. São 112 km da cidade de Cusco, a capital histórica do Peru. São 2400 m acima do mar e uma vista inigualável da cadeia de montanhas que a cerca.

Qual a origem de Machu Picchu?

A cidade, como hoje conhecemos, tem maior influência do Império Inca. Mas a história tem mais de 3 mil anos, começando bem antes dos espanhóis chegarem para colonizar o Peru.

Qual a melhor época para viajar para Machu Picchu?

Maio a setembro, durante o inverno. É melhor porque mesmo sendo mais frio, há menos chuvas. Junho e julho são os melhores meses, principalmente com a festa de Inti Raymi, que acontece em Cusco, no dia 24 de junho. Dezembro, janeiro, fevereiro e março são meses quando chove muito. Outubro a abril também não são boas épocas, só recomendadas se você não tiver, em nenhuma hipótese, como viajar antes disso.

Visão de Macchu Picchu

Com cenários como esse, a cidade histórica atrai cada vez mais turistas para suas construções. (Foto: www.atp.cx)

Como chegar a Machu Picchu?

A forma tradicional é pegar um trem de Cusco até o povoado de Aguas Calientes, em uma viagem que dura aproximadamente 3 horas e meia. De lá, são 20 minutos de ônibus. Há uma Trilha Inca que pode ser usada, que tem em Cusco seu ponto de partida. Bom preparo físico, 3 dias disponíveis e vontade de acampar nas montanhas são requisitos para fazer a trilha.

Como preparar um roteiro para visitar Machu Picchu?

Para ira para Macchu Picchu, o melhor começo é a viagem de avião, que sai de São Paulo e vai para Lima, no Peru. De lá, um avião para Cusco é a forma mais rápida e confortável de viagem. De lá então, pega-se o trem ou inicia-se a trilha Inca. Quem quer uma aventura maior, pode ir em uma viagem por terra pela Bolívia, Argentina e Chile ou pela Transoceânica, no Acre. Mas esta última opção precisa de um planejamento muito mais cuidadoso, experiência e preparo. Você pode, inclusive, alugar um carro no Peru para fazer boa parte de sua viagem. Só não se esqueça de fazer um seguro tanto para o veículo quanto para a família.

Onde ficar para poder visitar Machu Picchu?

O acampamento mais próximo fica a uma hora e meia da cidade histórica ou você pode dormir em um hotel no povoado e Aguas Calientes.

Quanto tempo eu preciso para conhecer Machu Picchu?

Em um dia, é possível fazer o roteiro principal, visitando os maiores templos e conseguir a visão panorâmica das montanhas. Mas são escadas, construções, muros e muito mais. Para conhecer tudo com calma, sem correria, recomendamos pelo menos dois dias de visita.

Limite de visitantes

Há um limite de 2500 visitantes por dia, que pode aumentar ou diminuir dependendo das políticas de conservação que forem adotadas para a cidade história. Na trilha Inca, é de 500 o limite. E a vista panorâmica é limitada a apenas 400 pessoas por dia.

Passeando pelas ruínas

Em dois dias, é possível visitar praticamente todas as construções da cidade sem muita pressa. (Foto: www.machupicchu.org)

Como e quando comprar a passagem de trem e a entrada para Machu Picchu?

Na alta temporada, de maio a setembro, você deve comprar as passagens com antecedência. Pela internet, as passagens de trem podem ser compradas nos seguintes sites:

Nesse site, você pode ver as vagas para a trilha Inca:

E nesse, você compra seu ingresso para Machu Picchu:

Como fazer a reserva de hotéis para a viagem para Machu Picchu?

Além de sites com comparações de preços de passagens aéreas e de diárias em hotéis, uma ótima lista de hotéis pode ser encontrada na internet, com links diretos para os sites dos hotéis.

Pacotes para Macchu Picchu compensam?

A viagem para Macchu Picchu tem muitas variáveis. E a não ser que você queira um programa diferente, como viajar por terra ou fazer um caminho alternativo de viagem para a cidade de Macchu Picchu, o pacote pode sair um pouco mais caro, mas vale a pena para garantir uma certa tranquilidade e mais tempo para você não ter que se preocupar com o que pode dar certo ou errado. É lógico, você pode optar por planejar a viagem por sua conta e risco. Mas às vezes, deixar isso por conta de uma empresa específica para este fim pode custar muito menos do que dispender seu tempo na busca da viagem ideal.