As companhias aéreas e nossos órgãos de fiscalização da aviação civil precisam garantir a segurança dos passageiros de companhias aéreas, limitando os tipos de itens que podem ser levados na bagagem despachada e transportada nos aviões. Isso inclui também o transporte de eletrodomésticos maiores, como televisores, fogões, geladeiras, etc. Como que fica o transporte desses itens?

Transporte de TV em avião: como fica? E para outros eletrodomésticos?

As diretrizes de tamanho e peso do seu avião para a sua bagagem também limitam o tipo de equipamento eletrônico que pode ir para avião com você. Mesmo quando você viaja com equipamento eletrônico que é permitido ser transportado em voos de aviões, seguindo requisitos e regulamentos para embalagem, a limitação de tamanho e peso podem impedir que o equipamento seja transportado.

Os limites de tamanho e peso variam entre cada companhia aérea. Você precisa verificar no site da empresa para garantir que os limites são respeitados no transporte do equipamento eletrônico ou do eletrodoméstico, bem como as regras específicas para embalagem do produto. Como as medidas sofrem atualizações com frequência e também variam de acordo com o tipo de voo ou modelo do avião, não é correto colocarmos os limites de tamanho aqui, mas é fácil encontrar os limites no site da companhia aérea na qual você pretende voar.

Medidas para transportar eletrodomésticos

Se você quer voar com um televisor ou eletrodoméstico, verifique com a companhia aérea as medidas máximas permitidas para o transporte. (Foto: VinePair)

Despachar eletrônicos em avião: qual o tamanho então que posso levar, com segurança?

Despachar itens eletrônicos maiores, tais como amplificadores de guitarra, baixo, ou voz, aparelhos de DVD, rádios-relógio ou consoles de jogos de vídeo. não é muito problemático. Eles contribuem pouco para o peso máximo para bagagens, e não tem um tamanho grande o suficiente para não ser permitido como transporte.

Para itens maiores, porém, a questão é mais delicada. Televisores de até 32 polegadas, geralmente, são transportados sem problemas, apesar de algumas pessoas relatarem conseguir transportar TVs de até 40 polegadas em alguns voos. Geladeiras de tamanho completo não precisamos dizer que não dá pra transportar em avião, mas um frigobar de tamanho menor pode ser transportado, dependendo das dimensões do eletrodoméstico. Caixas de som profissionais também caem nessa mesma história, podendo as maiores serem facilmente transportadas no avião.

Bagagem especial em avião: como funciona?

Instrumentos musicais, televisores e monitores maiores do que 26 polegadas, e artigos esportivos de grande porte ou muito pesados, como bicicletas, bolas de boliche, etc, podem ser transportados como bagagem especial no avião. Será cobrada uma tarifa extra por esse tipo de transporte especial, e quem for fazer ponte aérea com outra companhia deve comunicar à empresa sobre as regras específicas, nesse caso, na hora da transferência da bagagem. Principalmente em viagens internacionais, o valor pode tornar até um pouco proibitivo para levar ou trazer um produto. Mas sabendo dos altos impostos de importados no Brasil, e da possibilidade de pegar uma promoção muito boa lá fora, mesmo pagando a taxa de bagagem especial pode valer a pena trazer de avião.

Mas novamente, é importante saber os limites do transporte. Por exemplo, limite, geralmente, é de monitores e televisores de até 64 polegadas, com peso de até 45 kg.

Como embalar TV para viagem e outros eletrônicos para transporte

Para o transporte de eletrônicos grandes, é necessário adotar procedimentos específicos. Comece removendo o novo equipamento eletrônico da embalagem. Se necessário, coloque plástico bolha sobre o item antes de colocar no avião. Embrulhe com muito cuidado as partes delicadas, preferencialmente mantendo o isopor que protege as arestas do dispositivo. O mesmo vale para amplificadores e caixas de som de grande porte.

O vídeo abaixo pode esclarecer um pouco mais das regras de transporte de bagagem.

E se eu não puder transportar a TV ou eletrodoméstico em um avião de passageiros?

Você terá 2 opções. A primeira é usar o serviço de transporte de carga da empresa de aviação. Todas as empresas tem um serviço do tipo, onde as limitações de tamanho são mais flexíveis. Vale lembrar que produtos comprados no exterior entram nos limites de compra dos viajantes internacionais.

A segunda opção é usar uma transportadora ou os correios para enviar o produto ao destino. O preço pode ser bem caro, principalmente para itens mais pesados. Vale lembrar também que se for um produto importado, ele será taxado na alfândega.

Nossa dica se você tiver importando um produto é somar cerca de 80% do valor do produto para cálculo de impostos. Sabendo o valor total do produto, mais os custos, aí você poderá analisar se vale mesmo a pena comprar no exterior.

Ainda tem dúvidas? Deixe nos comentários suas perguntas, e iremos ajudá-los como podemos!