O forno de microondas vem esquentando alimentos congelados, sobras e refeições ainda mais elaboradas ao longo de décadas. Mesmo assim você vai ter uma enxurrada de mães preocupadas e outros que estão preocupados que o dispositivo prático possa ter um lado perigoso. É claro que o consenso predominante entre os cientistas, especialistas em saúde pública, agências governamentais e ao público em geral é que fornos de microondas são esmagadoramente seguros quando usado como recomendados. No entanto, também é verdade que pode haver algumas perguntas legítimas sobre a segurança de certos aspectos da tecnologia, além da paranoia geral da população com os mitos perpetuados no boca a boca.

Vamos dar uma olhada em alguns mitos, fatos e ideias erradas sobre fornos de microondas para acabar com alguns destes mitos de uma vez por todas.

Há conflitos sobre como o Microondas realmente aquece os alimentos

Fato!

A radiação de microondas é uma forma de radiação não-ionizante (o que significa que não pode quebrar diretamente os átomos ou moléculas) que se encontra entre a frequência do rádio comum e as frequências infravermelhas. Portanto, não é pensada como responsável por danificar o DNA de seres vivos como os raios X e gama fazem. Ainda assim, as microondas podem, obviamente, causar efeitos de aquecimento, e podem ferir ou matar em altas potências. É por isso que fornos de microondas no mercado devem operar em ou abaixo de limites rígidos estabelecidos pelos órgãos fiscalizadores responsáveis, como o INMETRO.

A maioria dos fornos de microondas bombardeia os alimentos com microondas em uma freqüência de 2,45 gigahertz (GHz). A crença predominante é que as moléculas dos alimentos, particularmente a água, absorvem a energia das ondas através de aquecimento dielétrico. Isto é, uma vez que as moléculas de água são polares, tendo uma extremidade positiva e negativa final, elas começam a rodar mais rapidamente durante a formação do campo elétrico. Essa rotação é pensada como responsável por adicionar calor ao alimento. No entanto, existem alguns cientistas que discordam deste ponto de vista, o que sugere que outras interações entre as partículas pode ser responsável pelo aquecimento.

Fornos de microondas cozinham o alimento de dentro para fora

Mito!

Embora muitas pessoas acreditam que este seja o caso, microondas realmente trabalham nas camadas externas de alimento, aquecendo e excitando as moléculas de água lá. As partes internas de alimentos são aquecidas com a transferência de calor das camadas exteriores para as interiores. É por isso que um microondas apenas pode preparar um grande pedaço de carne a uma profundidade de cerca de 4 cm-5 cm.

Perigos do forno de microondas

Será que um inocente forno de microondas pode ser realmente tão perigoso assim? (Foto: ehealthmd.com)

Metais ficam perigosamente quentes no microondas

Mito!

Metais refletem microondas enquanto o plástico, vidro e cerâmica permitem a elas passarem. Isso significa que os metais não se aquecem num forno de microondas. No entanto, as peças finas de metal, tais como folhas de alumínio podem funcionar como uma antena e as ondas podem fazer um arco ao redor dessas partes metálicas, formando faíscas dramáticas. Por isso, mantenha o metal longe do seu forno microondas, por favor.

Microondas são econômicos para cozinhar

Fato!

Uma análise completa de eficiência para cozinhar depende de uma série de fatores, incluindo o que você está tentando preparar e o custo local de eletricidade, gás ou outro combustível. Tipicamente, no entanto, um forno de microondas utiliza menos energia para aquecer o alimento que os fornos convencionais, porque ele funciona de forma mais rápida e a energia é focada diretamente sobre os alimentos, ou contra os recipientes de aquecimento. Na verdade, cozinhar ou re-aquecer pequenas porções de comida no microondas economiza até 80% da energia necessária para um forno.

Não fique muito animado, no entanto. Mesmo para alguém que coze três horas por semana, usar o método de cozimento mais barato salvaria apenas cerca de US$ 2,06/mês (cerca de R$5,00 por mês), em comparação com o método mais caro. Focar em métodos de cozimento não é o caminho para economizar eletricidade em casa. Você deve olhar para aquecimento, refrigeração, iluminação, chuveiro e sua lavanderia no lugar.

Você não pode aquecer óleos em um forno de microondas

Fato!

Óleos tais como óleo de azeite não aquecem bem nas microondas, porque as suas moléculas não possuem a polaridade encontrada na água. É também verdade que a manteiga congelada é difícil de descongelar em um forno de microondas porque a maior parte da substância é o óleo e a porção de água presente está na forma de gelo, o que mantém as moléculas trancadas na forma de cristais, fazendo com que a oscilação seja mais difícil.

Usando corretamente o microondas

Cuidado com os recipientes que você coloca no microondas. Prefira sempre o vidro ou cerâmica, evitando contaminar a comida com produtos químicos. (Foto: www.microwavable.co.uk)

Aquecer plásticos no microondas pode ser perigoso

Fato!

O curso de ação mais seguro é evitar colocar qualquer plástico no microondas. Quando testados plásticos etiquetados para microondas e que eram anunciados como seguros para crianças, foram encontradas doses “tóxicas” de Bisfenol A, quando aquecidos no microondas. Os valores detectados foram em níveis que os cientistas descobriram que causa danos neurológicos e no desenvolvimento em animais de laboratório. Na verdade, não há ainda muitos critérios para dizer que um recipiente plástico é seguro para o microondas. Melhor ficar com vidro ou cerâmica.

Ferver um copo de água em um forno de microondas pode causar a sua explosão

Fato!

Um perigo potencial de fornos de microondas é ficar escaldado pela água aquecida. O que pode acontecer é que, quando a água pura é aquecida em um forno de microondas em um recipiente de cerâmica ou vidro limpo por muito tempo, ele pode impedir a formação de bolhas, que normalmente esfriam a água. A água pode tornar-se sobreaquecida para além do seu ponto de ebulição. Então, quando ela é perturbada, ou seja, movendo-a ou deixando cair algo nela, as liberações de calor violentamente acontecem com uma erupção água fervente para fora do copo.

Para evitar esse risco, aqueça a água apenas o mínimo de tempo necessário. Ou coloque uma colher de pau ou pedaço de madeira nela.

Cozinhar no microondas pode ser perigoso porque não aquece os alimentos uniformemente

Fato!

Microondas nem sempre aquecem o alimento de maneira uniforme, às vezes deixando bolsos frios ao lado de bolsões quentes. Se você está trabalhando com carne crua, isso pode ser perigoso, uma vez que poderia deixar as bactérias nocivas. Você deve seguir as instruções de aquecimento com cuidado, incluindo o tempo de espera necessário para “continuar cozinhando”. Em outras palavras, não tente esfriar o alimento antes de tocá-lo, deixando que ele esfrie naturalmente e continue cozinhando por algum tempo.

Microondas deixam vazar níveis inseguros de radiação

Mito – pelo menos na maioria das vezes

Durante décadas, cientistas e consumidores vêm debatendo sobre os possíveis efeitos da radiação eletromagnética não ionizante sobre os tecidos vivos. Já que não podemos cultivar muito bem as pessoas em experimentos de laboratório controlado, é muito difícil de resolver os vários riscos que podem começar a partir de campos emitidos a partir de linhas de energia, telefones celulares, voos de avião, computadores, rádios-relógio, e, claro, fornos de microondas. Sabemos que campos fortes aumentam as taxas de câncer e outros problemas, mas e sobre o efeito cumulativo da pequena exposição, ou os efeitos sobre as crianças?

A grande maioria dos fornos de microondas mostram muito pouco vazamento de radiação. Já que a janela é blindada, não deve haver muito vazamento através delas. Se você está preocupado demais, saia compre um kit de teste de radiação para tranquilizar-se que não há nenhum tipo de radiação que escapa do seu forno. Microondas podem desgastar com o tempo, com juntas desgastando ou problemas para fechar a porta. Então, eu acho que é prudente a gastar um pouco de dinheiro para testá-los.

Manutenção e segurança do microondas

Use o microondas sem muita preocupação, mas tenha cautela com a manutenção do aparelho. (Foto: nicktumminello.com)

Microondas fazem dos alimentos menos saudáveis

Indeterminado mas improvável

É um fato da vida que qualquer tipo de cozimento muda a química de alimentos. É possível reduzir os níveis de alguns nutrientes, assim como aumentar os níveis de outros (por exemplo, licopeno), ou torná-los mais ou menos disponíveis para o corpo para ser utilizado.A visão predominante é que as microondas não alteram os alimentos de maneiras que são mais prejudiciais do que outros tipos de culinária. Na verdade, alguns têm argumentado que o tempo mais rápido de cozimento pode realmente preservar mais nutrientes versus outros métodos.

Ainda assim, sabemos suficientemente pouco sobre nutrição e os efeitos cumulativos sobre os alimentos cozinhados no microondas que alguns não são estão convencidos. Claro, há também a ameaça de quaisquer substâncias nocivas presentes serem liberadas mediante o cozimento. Também é muito relatado na Internet que esquentar no microondas sangue humano o torna perigoso para transfusão, embora os profissionais médicos apontam que o aquecimento rápido de sangue através de qualquer método pode ter o mesmo resultado negativo.

A conclusão feita por agências governamentais e organizações tradicionais é que o alimento no microondas é seguro, bem como conveniente. Há um número limitado de estudos que possam sugerir o contrário, mas dada a falta de estudos de grande escala ou evidências convincentes é difícil sentir que jogar o nosso alimento dentro do microondas possa fazer algum tipo de mal.

Quem tem um microondas aí? Compartilhe suas histórias e as facilidades que esse eletrodoméstico trouxe para sua vida. E se ainda tiver dúvidas, faça suas perguntas que estamos aqui para ajudá-los!