Para muitos dos que vão estudar no exterior, o custo de estudar é uma grande preocupação. Se você está preocupado sobre como você pode pagar por essas grandes despesas extraordinárias como tarifas, taxas, e seguros de viagem, bem como o custo de vida do dia a dia, abaixo colocamos todas as respostas que quem vai vai estudar no exterior precisa saber sobre custos.

Quanto custa estudar no exterior?

Os preços variam muito entre as universidades, faculdades, e escolas, e custo de vida. Viagens e custos de seguros também variam entre as diferentes países e regiões. Portanto, não há resposta simples, e você precisa fazer um pouco de pesquisa para definir o seu orçamento. E o que tem que entrar no seu orçamento? Bem, tudo que falamos abaixo:

Refeições

Aluguel mensal

Serviços públicos – Eletricidade, água, gás, etc.

Telefone

Transportes

Despesas pessoais –  Roupas, passeios, entretenimento

Mensalidades e anuidades dos cursos – Não só apenas o curso principal que você pretende fazer, mas os cursos adicionais, bem como cursos de verão.

Como calcular os custos de estudar no exterior?

Saber o que você tem que procurar de custos no exterior já é metade do trabalho. A outra metade do trabalho é a pesquisa.

Você deve pesquisar sites no país onde você quer estudar, e procurar por cada um dos custos acima. Supermercados online, sites de aluguel de imóveis, relatórios mensais e anuais de custos para se viver na cidade onde você deseja morar enquanto estuda.

Se alguém estiver enviando dinheiro pra você no exterior, você tem que contabilizar os valores de impostos e tarifas para as transferências de dinheiro, bem como a cotação da moeda na data da transferência. Devem ser consideradas as taxas e tarifas cobradas pelo tipo de transferência a ser realizada para o exterior.

Estudar no exterior barato e com qualidade

Estudar no exterior pode ser mais barato do que você tinha esperado. Com o planejamento certo, você consegue cobrir esses custos e ter um ensino de alta qualidade no exterior. (Foto: www.edwiseinternational.com)

Bolsa para estudar no exterior

A bolsa para estudar no exterior pode vir de três maneiras: subsídio do governo brasileiro para estudantes, subsídio do governo do país de destino para estudantes, subsídio da instituição de ensino do país de destino.

Subsídio do governo brasileiro para estudar no exterior – O programa Ciência Sem Fronteiras oferece bolsas de estudo para estudantes de graduação, cursos de tecnologia (tecnólogos), mestrado, e doutorado no exterior. É possível também obter uma bolsa apenas para o estudo da língua inglesa, diretamente pelo site do Ciência sem fronteiras. As inscrições para as bolsas de estudo no exterior admitem critério de meritocracia para cada aluno, considerando a nota no ENEM, desempenho acadêmico, e mínimo de 20% ao máximo de 90% do curso concluído. Apenas as áreas contempladas pelo programa podem receber a bolsa de estudos no exterior.

Subsídio do governo do país de destino – Muitos países querem incentivar a imigração, porque tem uma população que está ficando velha demais, por necessidade de mão de obra, intercâmbio cultural e científico, etc. Para atrair estrangeiros, bem como o conhecimento dessas pessoas, os países oferecem bolsas de estudo e auxílios financeiros. Para descobrir informações sobre esse tipo de bolsa de estudos, é interessante entrar em contato com a embaixada do país onde você quer estudar e buscando informações sobre bolsas de estudo. Geralmente, a seleção é feita em bases meritocráticas ou através de sorteio. Esse auxílio é uma das melhores formas de fazer intercâmbio com baixo custo.

Subsídio da instituição de ensino do país de destino – Muitas instituições de ensino no exterior mantém programas de bolsas de estudo para estudantes estrangeiros. Essas bolsas podem ser parciais ou totais, dependendo de uma série de fatores, como a renda do estudante e seu desempenho acadêmico. Algumas delas podem exigir horas de trabalho na instituição mas, por cortar os custos mais altos de estudar no exterior (mensalidade/anuidade de um curso), esses trabalhos valem cada minuto.

Intercâmbio para o exterior: ensino médio e fundamental

Esse tipo de intercâmbio deve ser feito através de instituições de renome, para as quais você paga um valor fixo e eles ficam responsáveis por resolver quaisquer problemas, bem como as soluções para estes. Outra forma de intercâmbio para mais jovens é arriscada, porque famílias não tem o know how do que pode dar certo ou errado com um intercâmbio feito por conta própria ou direto com a instituição de destino.

Intercâmbio para o exterior: trabalho

Empresas que obtém vagas de intercâmbio para intercâmbio são também ótimas. São programas que oferecem vagas de trabalho temporárias para quem paga os valores de intermédio. É recomendado usar esse tipo de serviço, após pesquisar bem as empresas de qualidade. Essas empresas de renome evitam que você seja vítima de golpes de tráfico humano, sequestro, ou golpes financeiros.

Intercâmbio para aprender língua estrangeira

Se você aprendeu uma língua estrangeira até os 12 anos de idade e quer praticar um pouco seus conhecimentos, o intercâmbio é uma boa opção. Agora, se você ainda é um estudante básico e quer aprender uma língua estrangeira no exterior, não recomendamos. Aprender uma língua estrangeira com um professor brasileiro é muito mais fácil e eficiente, apesar do preconceito que muitos alunos tem contra professores brasileiros. Isso tem base científica: as pesquisas mostram que professores nativos são ineficientes, em comparação com professores não nativos. Deixe de lado o preconceito e escola uma boa escola de língua estrangeira no Brasil antes de querer se mudar para o exterior.

Mais alguma dica?

Escolha um país que tenha uma moeda que tenha um valor máximo do dobro da nossa ou que tenha um valor menor do que nossa moeda. Isso é a base que você precisa para cortar custos de viver no exterior. Estudar nos países que falam a língua inglesa é um sonho pra muitos, mas poucos sabem que estudar na Austrália pode ser mais barato do que estudar nos EUA, e que os custos de estudar em cada estado nos EUA ´são MUITO diferentes.

Leve tudo isso em consideração, planeje bem, e veja para onde ir com seu intercâmbio. Se ainda tiver dúvidas, não esqueça de aparecer aqui nos comentários e nos diga qual sua pergunta, e faremos o possível para ajudar.