Dia do livro e bienal do livro

Escrito na categoria "Geral" por André M. Coelho.

O dia nacional do livro é comemorado em 29 de outubro pois neste dia, em 1810, a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida de Portugal para o Brasil sendo fundada a Biblioteca Nacional. O dia nacional do livro é comemorado por todo o Brasil com atividades diversas em escolas, livrarias e bibliotecas.

Existe ainda o dia Mundial do livro e do direito de autor, criado em 1995 pela Unesco e que marca a data em 23 de abril. Esta data foi escolhida pois coincidentemente é a data de nascimento ou morte de muitos autores, como Miguel de Cervantes, William Shakespeare, Vladimir Nabokov e Josep Pla. Esta data é comemorada em mais de 100 países e mobiliza professores, estudantes, livreiros, bibliotecários, editoras, etc. Ela existe principalmente para incentivar o hábito da leitura, a publicação de livros e a proteção dos direitos autorais.

Comemoração do dia mundial do livro

Atividades do dia mundial do livro

Mais um dia é também marcado para celebrar o livro. Dia 18 de abril é o dia do livro infantil, data do nascimento do escritor infanto juvenil Monteiro Lobato. Muitas livrarias oferecem promoções neste dia e promovem atividades de leitura com as crianças.

Comemoração do dia do livro infantil

Atividades do dia do livro infantil

Uma outra celebração do livro acontece na Bienal do Livro, evento que acontece a cada dois anos nas principais capitais do país, geralmente no segundo semestre do ano. A programação é extensa, promovendo as seguintes atividades, além das novidades que são criadas a cada evento:

As datas das bienais estão marcadas para os seguintes dias:

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é formado em pedagogia e gosta de educar e aprender. Encontrou através do blog Palpite Digital BR uma maneira de repassar seus conhecimentos e aprender mais sobre diversos tópicos. Além disso, ele também é um entusiasta de jogos digitais, tendo começado com um Master System 3 no início da década de 90 e indo pro mundo dos computadores ao final da década. Desde então, não parou mais e continua jogando, aprendendo, e ensinando.