Os nomes dos meses do ano foram escolhidos a muito tempo atrás e foram sendo modificados até chegar nos dias de hoje.

Como sempre a origem das coisas tem alguma relação com a Roma Antiga e foi lá também que o ano tinha 304 dias no primeiro calendário romano, por volta do século VII a.C. Este ano esquisito tinha 10 meses contados a partir de março até dezembro.

Com 304 dias o ano do calendário não combinava com ao ano solar que hoje sabemos ter ~365,25 dias. Isto deixou o calendário defasado em relação às estações do ano, pois nem todo ano as estações ocorriam sempre no mesmo mês. A contagem estava em torno de 51 dias atrasada em relação ao início das estações. O imperador da época resolveu então criar mais 2 meses no ano para solucionar de vez o problema, janeiro e fevereiro. Com isto o novo ano passou a ter 354 dias.

Em pouco tempo logo se percebeu que o tamanho do ano estava errado de novo e então o imperador Júlio Cesar (100-44 a.C) criou o ano de 365 dias, baseando-se em um modelo que os egípcios já usavam. Os nomes e o número dos meses ficaram os mesmos nesta mudança.

Passados alguns anos veio o sucessor do imperador Júlio César, chamado de César Augusto. Ele viveu de 63 a.C a 14 d.C. Nesse período os meses de Julho e Agosto foram rebatizados com o nome que tem hoje para homenagear os imperadores Júlio e Augusto.

O que significam os nomes dos meses?

  • Janeiro: o deus das duas faces, protetor das entradas e saídas, dos princípios e dos começos era chamado de Jano. Este nome deu origem ao mês de janeiro.
  • Fevereiro: Na Roma antiga havia uma festival chamado Februália (Purificação) que acontecia nesta época do ano. Este festival deu origem ao mês de fevereiro.
  • Março: O deus da guerra, Marte. Em março, que antes era o primeiro mês do ano, havia uma homenagem à Marte, e o mês recebeu o seu nome.
  • Abril: duas teorias dizem a respeito da criação deste nome para o mês. Uma delas afirmar que Abril é derivado do latim aperire, que faz referência á abertura das flores, pois nesta época é primavera no hemisfério norte. Outra hipótese diz que o nome faria homenagem á Afrodite, deusa do Amor. Eu fico com a primeira.
  • Maio: A deusa Maia que fazia o crescimento das plantas era a divindade festejada neste período do ano.
  • Junho: A deusa protetora das mulheres, do casamento e do parto, Juno, deu origem a este mês.
  • Julho: Era Quintilis, pois era o quinto mês do ano, depois virou Julho em homenagem ao imperador Júlio César.
  • Agosto: Pelo mesmo motivo acima era chamado de Sextilis. Depois mudou para agosto em homenagem a César Augusto.
  • Setembro: vem do latim septem, que significa sete. Sétimo mês do ano ano antes da inclusão de janeiro e fevereiro.
  • Outubro: do latim octo, era o oitavo mês do ano.
  • Novembro: como era o nono mês, vem de novem, no latim.
  • Dezembro: vem de decem, que é dez em latim, pois era o décimo mês do ano no primeiro calendário romano.