Tocar um instrumento musical combina desafios intelectuais e físicos com a alegria da expressão criativa. Se você optar por aprender seu primeiro instrumento musical através de estudo independente, em vez da tutela de um professor qualificado, é importante ter uma abordagem que incorpora os fundamentos mais utilizados da pedagogia musical. Apesar de cada instrumento ser diferente, as noções básicas de aprendizagem são as mesmas. E é importante saber muita coisa sozinho, antes de pegar aulas com professores, para garantir as melhores aulas possíveis depois.

Selecione um instrumento que atenda seus interesses musicais

Ele não deve ser apenas um instrumento que faz parte do seu conjunto musical favorito. Ele também deve servi-lo pedagogicamente e fisicamente. Por exemplo, se você tem pouco tempo para a prática, não tenha um instrumento de metal (como trompetes), o que requer prática diária para o desenvolvimento e manutenção dos músculos da boca adequados. Ou seja, sem dedicação, não dá pra virar o Kenny G.

Obtenha um livro de curso com um estudo progressivo ou vídeo aulas/cursos na rede

A variedade de livros e profutos está disponível em todas as lojas de música e online. Navegue através dos livros e encontre um que parece atraente (você também pode encontrar livros de graça na maioria das bibliotecas públicas). Uma vez que muitos livros método vêm em uma série progressiva, certifique-se de obter o primeiro volume do livro de métodos.

Com a popularização de meios como YouTube, há também várias pessoas que disponibilizam vídeo aulas e até cursos em sites gratuitamente, só precisando que você pesquise um pouco para encontrar os melhores professores e métodos para você.

Obtenha gravações profissionais de seu instrumento e ouça em uma base regular

Para melhores resultados, obtenha gravações solo que apresentam o instrumento por si só ou em uma pequena mostra dupla com um único acompanhante. Se o fizer, fará com que seja mais fácil focar apenas no som desse instrumento. Ouça estas gravações regularmente para você praticar e aprender sobre o seu instrumento e ajudar a orientar os seus esforços no desenvolvimento de seu som.

Instrumentos musicais e qualidade de vida

Além de estimular seu cérebro, tocar um instrumento musical também ajuda a passar o tempo e até a impressionar os amigos. (Foto: www.timeoutabudhabi.com)

Domine as noções básicas de produção de um tom apropriado em seu instrumento

A maioria dos livros método delineia os fundamentos de produzir um tom apropriado em seu primeiro capítulo. Preste atenção especial às instruções sobre aspectos físicos de tocar, como a postura corporal e posição da mão. Postura corporal incorreta pode causar problemas de reprodução e lesões por esforço repetitivo.

Use um metrônomo e um afinador em suas sessões de prática

O metrônomo tem um clique constante que ajuda você a manter o ritmo adequado enquanto está tocando seu instrumento. Um afinador tem uma pequena agulha que vibra na mesma frequência do tom que está indicando, te ajudando a saber se seu instrumento está afinado ou se você está tocando no tom certo. Há afinadores online e metrônomos online, mas recomendamos que você tenha em mãos também uma versão “analógica” desses acessórios, pois nem sempre você vai ter acesso à internet. Há até guitarras hoje em dia que conseguem se afinar sozinhas!

Pratique em uma base diária ou o mais próximo à prática diária possível

A prática regular, mesmo que em sessões curtas, vai trazer os maiores retornos de melhoria. Mesmo se você não notar uma grande diferença no dia a dia, ao longo de semanas e meses, o seu domínio do instrumento vai melhorar significativamente. Posições no violão que eram estranhas vão se tornando mais naturais. Combinações de batidas na bateria vai se tornando mais fluidas e por aí vai.

Registre-se e ouça sua reprodução em uma base regular

É melhor usar equipamento de gravação de alta qualidade. Mas os dispositivos de gravação de som, mesmo os básicos, como o microfone de seu aparelho celular ou seu computador, irão ajudá-lo a ouvir problemas ao tocar que você pode ter negligenciado enquanto estava tocando. Sem tocar e sem fazer sua parte, você dificilmente chegará à perfeição.

Considerações finais

Não ache que você vai ser o novo Beethoven de um dia para o outro. Dons musicais são raros e a facilidade em aprender um instrumento depende muito de cada pessoa e da dedicação dela. Já conheci pessoas sem dom algum que hoje tocam instrumentos musicais muito bem, assim como pessoas que tem o dom natural mas não se dedicaram tanto à técnicas. Pratique, repita e assim, chegue à perfeição com seu instrumento musical favorito.