Se você está mora em uma cidade praiana, é fácil de encontrar baladas grátis, mesmo que seja som ao vivo em um bar perto da praia. Se o som não estiver bom, é só dar um mergulho e curtir o sol. Já quem mora no interior ou em grandes centros urbanos longe das praias, pode ser mais difícil encontrar uma balada grátis. Nós temos a solução, e as dicas essenciais para sua balada custar muito pouco, ou sair completamente “na faixa”.

Não existe balada grátis

Mesmo que seja o dinheiro da passagem de ônibus, você vai desembolsar algum dinheiro. Você também vai precisar de algum dinheiro para comer e beber nessa saída. Para fins práticos, vamos sugerir dicas abaixo que deixarão sua balada custando um máximo de 6% de um salário mínimo.

Balada de graça tem ter transporte barato

Seja a pé, metrô, trem, ou ônibus, uma balada de graça tem que ter algum tipo de transporte barato para ir e voltar. Não conte com caronas, porque são boas opções para ir, e quase nunca boas opções para voltar. Se você tem transporte próprio, não vá pra balada com ele: você vai beber, e beber e dirigir definitivamente não combinam.

Essa limitação de transporte também limita a quantidade de baladas disponíveis. Lembramos que nosso objetivo é conseguir uma balada de graça ou custando até 6% de um salário mínimo. Se não tivesse esse limite, estaríamos sugerindo para você fazer um churrasco para 100 pessoas na sua casa.

Encontrar balada de graça

Uma balada grátis ou que você gasta muito pouco é fácil de achar. Dedique algum planejamento e pesquisa, e é possível encontrar excelentes baladas. (Foto: divulgação)

Muitas ótimas baladas são gratuitas. Você só vai precisar procurar um pouco e planejar suas finanças, para gastar muito pouco ou nada para estar em uma balada. (Foto: www.bangkok.com)

Agenda de baladas nas redes sociais e jornais da cidade

Vá nas diversas redes sociais e procure por festas e baladas que podem estar acontecendo. Você pode pesquisar eventos, festas, shows, encontros, e muitas outras cosas em um simples caderno de entretenimento de um jornal.

O mais importante aqui é se planejar com certa antecedência: se vai ter uma balada grátis daqui a uma semana, é importante já pensar que horas você vai ir, que horas vai voltar, como vai chegar na balada. Pense se mais pessoas vão querer ir contigo, e como vocês podem dividir os “custos” da balada (falaremos mais sobre isso abaixo).

Converse com seus amigos para saber onde tem balada grátis

Muitas das baladas gratuitas são mais difíceis de encontrar porque os promotores da balada não tem muito dinheiro para a promoção e divulgação do evento. Por isso, conversar com seus amigos pode ser uma ótima forma de encontrar as baladas mais baratas e até as baladas grátis. Veja as sugestões, anote todas, e escolha quais mais te interessam.

Baladas gratuitas em parques e praças

Principalmente em datas comemorativas, a cidade promove diversos eventos nos mais diversos locais públicos. Parques e praças quase sempre estão cheios de eventos e baladas para diversos gostos. Tudo bem que as baladas quase sempre são de dia, mas há vários casos de baladas mais à noite que são gratuitas. Vale lembrar que rodas de hip hop e black music, por exemplo, acontecem geralmente à noite, em praças e parques da cidade.

Divida as contas com os amigos para a balada sair quase de graça

Na hora de beber, principalmente, nada como ter amigos para dividir a conta com você. Isso vai cortar, e muito, os custos da balada, já que bebidas contabilizam a parte mais cara da balada grátis.

A mesma divisão não vale pro transporte. Transporte é cada um por si. Sério. Dificilmente mais de uma pessoa em um mesmo grupo vai querer ir embora ao mesmo tempo para dividir o custo do táxi ou do Uber. Vá prevenido e não conte com os amigos para o transporte.

Fuja das casas noturnas: escolha baladas de rua

Para praticamente todas as casas noturnas, você terá que desembolsar algum dinheiro para poder entrar na balada. Por isso, você tem que procurar baladas de rua, ou seja, festas e eventos que você pode ficar na rua sem ter que pagar nada a mais por isso.

Vila Madalena e Augusta em São Paulo são exemplos de baladas de rua, enquanto em Belo Horizonte temos a Savassi. No Rio de Janeiro, temos a Lapa. Em todas as cidades, há um ponto de encontro, um ponto de concentração para quem vai para baladas e para quem quiser só ficar ali, curtindo. Até quem vai pro exterior tem como encontrar esses pontos de encontro, e curtir uma balada grátis no exterior.

Fique na casa de amigos ou parentes para economizar no transporte

Um amigo ou parente mora perto da balada? Converse pra poder dormir por lá até o dia seguinte. Assim, você economiza com transporte e não tem que se preocupar demais com o horário final do ônibus ou metrô.

Quais são as suas dicas para encontrar uma balada gratuita na sua cidade? Como você faz para se divertir gastando pouco?