Todo o tempo nos deparamos com essa palavrinha: Ética. Ela é geralmente usada para se referir a comportamentos julgados corretos ou incorretos. Sempre ouvimos as pessoas dizerem: “Esse sujeito é muito sem ética.“, “Está faltando ética na política“, ” Ela é muito correta, nunca faltou com ética“. No uso cotidiano a palavra ética é empregada para denotar transparência, firmeza de caráter, a opção pelo bem comum ao invés do bem privado e obediência à princípios. A condição da ética é a vida em comum, o homem em sociedade, pois o valor de uma ação só pode ser determinado pelo outro, seja um indivíduo ou uma comunidade. O que é ético é o que é bom e desejável de maneira geral, o que por sua vez será determinado historicamente, por um povo determinado.

Mas a ética é também uma disciplina da filosofia, que lida e tem como objeto justamente a esfera prática da vida. Neste sentido podemos fazer a distinção entre ética e moral: A moral são os costumes, hábitos tabus, liberações ou restrições, adquiridos pela cultura, educação ou inclinação religiosa. Em resumo, a moral está na base de certas escolhas, dos juízos de valor e do que consideramos valoroso ou ruim, na maioria das vezes carente de fundamentação teórica. A ética, enquanto disciplina filosófica, é o olhar voltado para os comportamentos morais, a busca racional de fundamentação dessas ações e mesmo a explicitação da impossibilidade de fundamentá-la. Ações que muitas vezes são simplesmente adquiridas e reproduzidas sem questionamento e sem adesão racional. A ética tanto busca explicitar e fundamentar o que está na base dos comportamentos morais, auxiliando a conduta humana, quanto busca estabelecer princípios de ação de maneira justificada e objetiva.

O que é ética

Definição de ética

A ética também se pauta pela busca da universalidade dos princípios, muitas vezes querendo ultrapassar e buscar um princípio comum, atemporal e ahistórico, em função do qual devemos nos pautar para realizar uma boa ação.  Este segundo tipo é uma ética normativa, que prescreve e estabelece um modo mais desejável de viver,  respondendo que modo é esse, quais os meios de realização dessa boa vida, por que esse é o melhor modo, e assim por diante, respondendo às questões mais relevantes que giram ao redor deste princípio.

A ética busca também dar conta dos fenômenos da vida humana que são repletos de dilemas e controvérsias, como a discussão sobre o aborto, a eutanásia, o suicídio, células-tronco, o roubo para fins de sobrevivência, a difícil questão da tolerância que impõe a questão “devemos tolerar a intolerância?”, e a partir daí uma infinidade de problemas que a todo momento nos deparamos em nossa vida.