Parques de diversão fazem parte dos sonhos de muitas crianças e adultos. No Brasil, apesar de muitas opções disponíveis, são dois que merecem a maior atenção: o Beto Carrero e o Hopi Hari. Na hora de escolher suas férias, o melhor seria se você pudesse ir para os dois parques. Mas como isso não é possível para a maior parte das pessoas, vale a pena ouvir uma opinião sobre o que cada um deles tem a oferecer e qual exerce melhor o papel de divertir seus frequentadores.

Vamos falar um pouco de cada um antes de eleger qual deles é o melhor.

Beto Carrero

O parque mais famoso do Brasil, sem dúvida alguma. Fundado em 1991, ainda ganha prêmios até hoje, como o maior parque temático do Brasil.

O Beto Carrero fica no município de Penha, em Santa Catarina. São mais de 14 milhões de metros quadrados em 4 milhões de áreas construída, o que faz dele também o maior parque temático da América Latina. São mais de 100 atrações à disposição de quem visita o parque, que tem disponível shows ao vivo com atores simulando várias situações, um zoológico, além de atrações divididas em temáticas distintas: crianças, crianças grandes, Ilha dos piratas, do velho oeste e radical.

Parques temáticos brasileiros

Apesar do grande tamanho, o Beto Carrero World possui poucos brinquedos que realmente entretém o público. (Foto: jp-viagensecaminhos.blogspot.com)

Hopi Hari

O parque, mais novo, está localizado no município de Vinhedo no interior do Estado de São Paulo. A ideia do parque é ser um país fictício onde os habitantes, que são os funcionários do parque, são chamados de Hópius, possuindo um idioma próprio, com presidente, capital e muito mais.

A principal atração do parque está na Montezum, uma das maiores montanhas russas do mundo. Formam as regiões temáticas do parque: Mistieri, Kamilda Mundi  com a temática europeia, Wild West com temática do velho Oeste, e o estúdio de filmagem Looney Tunes Show, que tem como personagens os clássicos Pernalonga, Patolino e outros.

Opinião: qual o melhor parque?

Posso afirmar, sem sombra de dúvidas, que o Beto Carrero em si é um parque muito pouco interessante. Os brinquedos não trazem muita emoção e os shows para o público, apesar de serem interessantes, não compensam, pois tem de ser pagos à parte e não estão inclusos no ingresso normal do parque. A montanha russa é muito curta e com pouca diversão e o parque aquático perde em muito para um outro parque que infelizmente acabou, que era o Terra Encantada, no Rio de Janeiro. Você consegue visitar todos os brinquedos em pouquíssimo tempo e nenhum deles proporciona emoção o suficiente para valer o tempo na fila para brincar de novo.

Parques temáticos brasileiros

As pessoas tem falado muito bem do parque, mas o recente acidente com uma criança fez com que a qualidade do mesmo fosse muito questionada. (Foto: www.hsw.uol.com.br)

Talvez, se incluirmos na visita ao parque a estadia em hotéis com acesso às praias do belíssimo Balneário Camboriú haja uma grande diferença na diversão. Mas só o parque em si não vale o tempo nem o dinheiro investido.

Já o Hopi Hari investiu bem nos quesitos diversão e adrenalina. São muitas atividades que envolvem as emoções mais radicais. Porém, o acidente que ocorreu a pouco tempo e que resultou em uma fatalidade em um dos brinquedos do parque, nos leva a questionar a segurança do mesmo. Vale a pena pela curiosidade a visita ao parque. Mas tomando muitas precauções antes de brincar em qualquer uma das atrações do mesmo. Além disso, por ser em uma região mais central do Brasil, os custos do Hopi Hari tendem a ser menores.