Quanto ganha uma aeromoça? Muitas vezes, essa é a primeira pergunta que as pessoas interessadas na carreira fazem. Só que o que é preciso para ser uma comissária de bordo vai além de quanto ela ganha. Principalmente quem quer aprender como fazer para ser uma aeromoça internacional, são anos de estudo, treinamento em escola para aeromoças e sacrifícios que nem todo mundo está disposto a fazer, tal como deixar de lado família e amigos para viajar pelo mundo.

Antes de pensar em se tornar uma aeromoça

Aqui estão cinco temas fáceis eu recomendo que você pesquise antes mesmo de começar a pensar na carreira de aeromoça

Aerodinâmica e Teoria do Voo

Terminologia técnica de companhias aéreas

Calcular o tempo e horários de trabalho ao lidar com fusos horários diferentes

História das empresas aéreas onde você pretende trabalhar (muito importante para o momento da entrevista

Regulamentos aduaneiros para o Brasil

Informações gerais sobre a carreira de aeromoça

Habilidades de atendimento ao cliente é uma base essencial para a carreira de comissária de bordo. Preferencialmente, a aeromoça deve estar cursando ou já ter terminado um curso superior. A fluência em inglês já é obrigatória na maioria das empresas aéreas, enquanto a fluência em espanhol é um diferencial atraente para empregadores. O treinamento como aeromoça é parte do processo e é obrigatório para certificação como comissária pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil. Dentro do avião, as responsabilidades do comissário de bordo são suporte e assistência aos passageiros, catering (serviço de bordo), preparar e informar os passageiros para os procedimentos de decolagem, de voo e de pouso, informar e executar (se necessário) os devidos procedimentos de emergência.

O que é um comissário de bordo?

Depois de informado o cenário geral para a carreira, é hora de se aprofundar no assungo. Os comissários de bordo são certificados pela ANAC para executar uma variedade de tarefas relacionadas com os serviços de segurança e atendimento ao cliente em todas as fases de um voo. Os seus deveres como um comissário de bordo podem incluir cumprimentar passageiros e ajudá-los com a bagagem, orientá-los aos seus lugares, bem como preparar a cabine da aeronave para pousos e decolagens. Você também pode ajudar os idosos e crianças pequenas embarcarem no avião.

Durante os preparativos para a decolagem, você vai apresentar os procedimentos de emergência e servir alimentos e bebidas, bem como fornecer travesseiros, cobertores ou revistas aos passageiros, durante o voo. Além disso, você e os outros membros da tripulação devem participar e ouvir relatórios dos pilotos sobre questões como a previsão do tempo, rotas específicas e procedimentos de emergência. Os comissários de bordo podem trabalhar longas horas, às vezes até 14 horas por dia.

Formalidade para as roupas de comissários

Roupa formal de trabalho é obrigatório para aeromoças e é um uniforme oferecido pelas companhias aéreas. (Foto: thedesignair.net)

Educação em primeiro lugar

Você pode começar a preparação para uma carreira como um assistente de voo desde o Ensino Médio. Você vai precisar de boas habilidades de comunicação, de modo que você deve fazer cursos para se aperfeiçoar, tais como teatro, psicologia, língua estrangeira, atendimentos fonoaudiológicos. Enquanto a educação além do ensino médio não era algo tão exigido há algum tempo, a maioria da companhias aéreas estão buscando contratar os candidatos que possuem diplomas universitários em áreas como enfermagem, comunicação, relações públicas, aviação, e turismo.

Programas de treinamento para aeromoças podem conceder certificados ou diplomas, e que incluem cursos de operações de linhas aéreas, transporte aéreo, geografia cultural, primeiros socorros e ressuscitação cardiopulmonar (CPR). Alguns programas também oferecem aulas de sistemas de reservas informatizados e ciência física. É possível também fazer esses cursos separadamente, para cortar custos e expandir o conhecimento antes do curso definitivo.

Ganhe experiência de trabalho

Muitas companhias aéreas querem que você tenha experiência anterior de trabalho que envolva interações públicas. Para ganhar essa experiência, você pode considerar a obtenção de um emprego nas férias ou de meio período, enquanto ainda frequenta a escola. Intercâmbio de trabalho para outro é um bônus interessante e atraente para as companhias aéreas. As indústrias de varejo e as bancárias podem oferecer oportunidades para a aquisição de experiência de serviço ao cliente. Outros trabalhos que podem lhe dar essa experiência incluem o trabalho como garçonete ou hostess em um restaurante, recepcionista, secretária e telemarketing.

Certifique-se de que você se qualifica para o emprego

A maioria das companhias aéreas exigem que as comissárias de bordo tenham entre 18 ou 21 anos de idade. Ter passaporte é obrigatório, principalmente para quem quer ir além das viagens aéreas domésticas. Para começar a carreira, mulheres e homens tem de possuir uma altura mínima, bem como peso em proporção à altura. Algumas companhias aéreas também proíbem piercings corporais incomuns ou penteados extremos, para que o profissional esteja de acordo com a identidade visual que a empresa dita.

Antes de ser contratado, haverá exames médicos para garantir que você está fisicamente saudável e tem uma boa visão. Seu empregador também vai realizar investigações à fundo e exames para detecção de drogas, e você tem que passar com êxito em todos os testes.

Treinamento da empresa

Quando você é contratado a título provisório por uma companhia aérea, você vai completar um programa de treinamento em um centro de treinamento da companhia aérea. Seu programa pode durar de três a seis semanas, e você será treinado em áreas como o uso do equipamento de emergência, primeiros socorros, procedimentos de evacuação do avião, lidar com passageiros perturbadores e ameaças terroristas. Para passar o programa, você deve executar as suas novas funções sem assistência, sendo observado por pessoal experiente. Você também vai ser testado em seu desempenho. Um bom desempenho garante que você vai continuar a avançar através do programa e, eventualmente, você vai ser autorizado a participar de voos de teste.

A certificação

Após o treinamento, demonstrando a sua capacidade para completar todos os exercícios de treinamento de forma satisfatória, você poderá receber o Certificado ANAC. Você deve estar preparado para se reciclar periodicamente, e de fazer, ocasionalmente, novos testes feitos pela companhia ou pela ANAC. Você vai ser certificado para trabalhar em um determinado tipo de aeronave, e será necessário se submeter a um período adicional de um ou dois dias de treinamento sempre que mudar de aeronave, rota ou de companhia aérea.

Quanto ganha uma aeromoça e como é a legislação de trabalho?

Não espere ganhar muito e nem começar direto em voos internacionais. As empresas, na maior parte das vezes, colocam comissárias de bordo em posições no solo, como recepção dos passageiros, antes de coloca-las em voos. Os voos domésticos são o primeiro passo. Com um bom desempenho e constante aperfeiçoamento, a comissária de bordo pode ser convidada ou promovida à voos internacionais.

O tripulante de aeronaves, na lei, viajará no máximo 85 horas por mês e deve ter pelo menos 8 dias de folga mensais. Além disso, 3 horas de descanso adicionais são adicionadas a cada 3 fusos horários atravessados, mais 12 horas de descanso ao chegar na chamada “base de origem”, ou seja, de onde o comissário veio. Comissários de bordo recebem diárias para alimentação e estadia, além das refeições servidas a bordo.

A legislação também prevê uma série de outras regras, como o acréscimo de 3 horas de descanso a cada 3 fusos horários atravessados e mais 12 horas de descanso ao chegar em sua base de origem, além de diárias para alimentação, independentemente das refeições servidas a bordo. Aeromoças que voltam da licença-maternidade podem fazer voos mais curtos e ter um horário de trabalho regular, geralmente em solo. Quem ainda está em uma faculdade pode negociar o horário fixo ou, melhor ainda, fazer a faculdade à distância.

No salário, são acrescentados: adicional de compensação orgânica (equivalente ao adicional de periculosidade), adicional de periculosidade, plano de carreira, horas extras, adicional noturno, adicional para chefe de cabine, adicionais em voos que acontecem em domingos e feriados. Voos mais longos, como você pode perceber, tem adicionais agregados de maior valor financeiro. Assim, mesmo somados ao salário médio, o salário inicial de uma aeromoça/comissário de bordo gira em torno de R$2.500 e R$3.000. Com mais experiência e, principalmente, em voos internacionais, os salários chegam a mais de R$5.000 com facilidade.

E aí, gostou da carreira de aeromoça? Acha que é para você? Já é aeromoça e tem conselhos para quem quer essa carreira? Compartilhe conosco nos comentários!