Howard Gardner, um psicólogo norte americano, desenvolveu um conceito abrangente de inteligências múltiplas, descrevendo diversos tipos de inteligência que um ser humano pode possuir. Tais conceitos ajudam a inserir mais pessoas em uma educação de melhor qualidade, possibilitando que elas trabalhem suas habilidades e desenvolvam mais as habilidades relacionadas com as inteligências nas quais são mais fortes. Quais são esses tipos de inteligência?

Tipos de inteligência: Inteligência Naturalista

Designa a habilidade humana de discriminar entre os seres vivos (plantas, animais, etc), bem como a sensibilidade a outras características do mundo natural (nuvens, configurações de rochas, etc). Essa habilidade era claramente de valor em nosso passado evolutivo como caçadores, coletores e agricultores; Continua sendo central em papéis como botânicos ou chefs de cozinha. Também especula-se que grande parte da nossa sociedade de consumo explora as inteligências naturalistas, que podem ser mobilizadas na discriminação entre carros, tênis, tipos de maquiagem entre outros.

Tipos de inteligência: Inteligência Musical

A inteligência musical é a capacidade de discernir o tom, o ritmo, e o timbre. Esta inteligência nos permite reconhecer, criar, reproduzir e refletir sobre a música, como demonstrado por compositores, condutores, músicos, vocalistas e ouvintes sensíveis. Curiosamente, há muitas vezes uma conexão afetiva entre a música e as emoções; E as inteligências matemáticas e musicais podem compartilhar processos de pensamento comuns. Jovens adultos com esse tipo de inteligência costumam cantar ou batucar em si mesmos. Eles geralmente são bastante conscientes dos sons que outros podem perder sem perceber.

Teoria das inteligências múltiplas

As inteligências múltiplas mostram que as pessoas podem ter mais de uma inteligência, diversificando as possibilidades de desenvolvimento para mais indivíduos. (Foto: VitaMonk)

Tipos de inteligência: Inteligência Lógico-Matemática

A inteligência logico-matemática é a capacidade de calcular, quantificar, considerar proposições e hipóteses, e realizar operações matemáticas completas. Isso nos permite perceber relacionamentos e conexões, além de usar o pensamento abstrato e simbólico, habilidades de raciocínio sequencial, e padrões de pensamento indutivo e dedutivo. A inteligência lógica geralmente é bem desenvolvida em matemáticos, cientistas e detetives. Jovens adultos com muita inteligência lógica estão interessados ​​em padrões, categorias e relacionamentos. Eles são atraídos por problemas aritméticos, jogos de estratégia e experiências.

Tipos de inteligência: Inteligência Existencial

Sensibilidade e capacidade para abordar questões profundas sobre a existência humana, como o significado da vida, por que morremos e como chegamos aqui. É geralmente comum entre filósofos, gurus, e pessoas muito religiosas. Pessoas com esse tipo de inteligência estão sempre questionando os por quês da vida, e como o ser humano funciona. Parece muito com a inteligência intrapessoal, mas difere dela por ser uma compreensão maior do lugar das pessoas no mundo e seus papeis no que fazem e deixam de fazer.

Tipos de inteligência: Inteligência Interpessoal

A inteligência interpessoal é a capacidade de compreender e interagir eficazmente com os outros. Envolve a comunicação verbal e não verbal eficaz, a capacidade de notar distinções entre outros, a sensibilidade ao humor e temperamento dos outros e a capacidade de se divertir em múltiplas perspectivas. Professores, assistentes sociais, atores e políticos exibem inteligência interpessoal. Jovens adultos com esse tipo de inteligência são líderes entre seus pares, são bons em se comunicar e parecem entender os sentimentos e motivos dos outros.

Tipos de inteligência: Inteligência Corporal-Cinestésica

A inteligência cinestésica corporal é a capacidade de manipular objetos e usar uma variedade de habilidades físicas. Essa inteligência também envolve a sensação de tempo e a perfeição das habilidades através da união entre a mente e o corpo. Atletas, dançarinos, cirurgiões e artesãos exibem uma inteligência cinestésica corporal bem desenvolvida.

Tipos de inteligência: Inteligência Linguística

A inteligência linguística é a capacidade de pensar em palavras e usar linguagem para expressar e apreciar significados complexos. A inteligência linguística nos permite compreender a ordem e o significado das palavras e aplicar habilidades metalinguísticas para refletir sobre o uso da linguagem. A inteligência linguística é a competência humana mais amplamente compartilhada e é evidente em poetas, romancistas, jornalistas e palestrantes. Jovens adultos com esse tipo de inteligência gostam de escrever, ler, contar histórias ou fazer palavras cruzadas.

Tipos de inteligência: Inteligência Intrapessoal

A inteligência intrapessoal é a capacidade de compreender a si mesmo e os pensamentos e sentimentos, utilizando esse conhecimento no planejamento e na direção da vida de alguém. A inteligência intrapessoal envolve não apenas uma apreciação do eu, mas também da condição humana. É evidente em psicólogos, líderes espirituais e filósofos. Esses jovens adultos podem ser tímidos. Eles são muito conscientes de seus próprios sentimentos e são automotivados.

Tipos de inteligência: Inteligência Espacial

A inteligência espacial é a capacidade de pensar em três dimensões. As capacidades básicas incluem imagens mentais, raciocínio espacial, manipulação de imagens, habilidades gráficas e artísticas e uma imaginação ativa. Marinheiros, pilotos, escultores, pintores e arquitetos exibem inteligência espacial. Jovens adultos com esse tipo de inteligência podem estar fascinados com labirintos ou quebra-cabeças, ou gastar tempo livre desenhando ou sonhando acordados.

Em qual desses tipos de inteligência você melhor se encaixa? Como você trabalha suas diversas inteligências?