Antes de investigar a opção de fazer uma atualização ou substituição de seu computador ou notebook, é aconselhável que os usuários limpem o seu sistema operacional para tentar acelerar o aparelho. Muitas vezes, o software e os programas que se acumularam ao longo do tempo podem ter deixado o sistema longe de seu ótimo desempenho anterior. Devido a isso  os usuários devem tentar alguma manutenção básica para ajudar a acelerar o seu computador.

Dito isto, vamos as nossas dicas.

Obsolescência programada

Como todos os apetrechos tecnológicos, o PC e o notebook medianos tem uma vida útil funcional entre dois a cinco anos. A duração do tempo de vida depende grandemente do tipo de sistema comprado, avanços em componentes de hardware e mudanças nos softwares executados no PC. Com o tempo, os usuários tendem a perceber que seus sistemas simplesmente não são tão rápidos quanto eles costumavam ser, eles não têm espaço suficiente para armazenar seus arquivos ou não satisfazem os requisitos para o software mais recente. Quando isso acontece, os usuários têm a opção de atualizar ou substituir seus computadores.

Para determinar qual o caminho que poderia ser melhor para o seu sistema de computador, é melhor olhar para uma comparação de custo que você vai ter para cada uma das duas opções. Minha regra de ouro é que as atualizações normalmente devem ser feitas se os custos das atualizações serão mais ou menos a metade do custo de obtenção de um novo notebook ou PC. Mas está é só uma generalização minha que não necessariamente funcionará para todas as pessoas.

A vantagem que os PCs desktop têm é por ser possível uma maior quantidade de atualizações que podem ser feitas a eles em comparação com um computador portátil. O problema é que, com tantos componentes que podem ser atualizados, os custos de atualizações podem rapidamente ultrapassar o custo de substituição. Vamos dar uma olhada em alguns dos itens que podem ser melhorados, seu custo relativo e facilidade de instalação tanto para notebooks quanto PCs. No fim deste artigo, uma surpresa especial para quem está sem dinheiro mas precisa atualizar o PC.

Memória RAM

A memória interna de um PC de mesa ou notebook é a atualização mais fácil e mais rentável que pode ser feita. Quanto mais memória que um PC/Notebook tem, mais dados ele pode processar sem ter que usar a memória virtual. A memória virtual é a memória que excede a memória RAM do sistema e é trocada de e para o disco rígido afim de manter o sistema funcionando. A maioria dos sistemas já sai da montagem com a memória que foi suficiente no momento da compra, mas como programas de computador se tornam mais complexos, acabam usando cada vez mais memória RAM do sistema.

Entenda a memória RAM como um armazenamento de programas ao qual o processador tem um acesso mais rápido do que teria se tivesse de acessar o disco rígido. O gargalo aqui criado é a mesma coisa que uma Ferrari tentando chegar a 100 km por hora sem as rodas. Cada roda corresponde a uma das rodas da Ferrari e sem elas, é muito mais difícil chegar a 100 km/h, apesar de ser possível.

Atualizações de memória variam em custo, dependendo de fatores como o tipo de memória que seu sistema de computador utiliza e a quantidade que você pretende comprar. Instalação de memória é muito fácil e os passos podem ser encontrados em vários sites, artigos e vídeos na internet. Vale lembrar que memórias DDR3 são mais caras e mais eficientes que memórias DDR2.

Outra coisa a se preocupar é o limite de memória de 4 GB em sistemas operacionais de 32 bits. Sistemas 64 bits não tem limites e são muito mais recomendados. Verifique também o limite de memória admitido pela placa mãe do seu PC ou do seu notebook.

Discos Rígidos

A segunda mais fácil atualização para um PC de mesa/Notebook é sobre as unidades utilizadas para o armazenamento. Espaço no disco rígido praticamente dobra a dois anos e a quantidade de dados que armazenamos está crescendo cada vez rapidamente graças ao áudio digital, vídeo e imagens. Se um computador sofre com a falta de espaço, é fácil comprar um novo disco rígido interno para instalação ou um drive externo.

Para quem ainda quer gastar um pouco a mais, hoje uma das melhores formas de melhorar o desempenho de um PC é comprando um disco rígido SSD (Solid State Drive) ou um híbrido entre SSD/HDD. Usando novamente nossa Ferrari como comparação, colocar um SSD é como turbinar o motor da Ferrari com Nitro e ainda colocar uma turbina de avião na traseira dela. Porém, os SSDs ainda são muito caros, sendo os HDDs a melhor opção de custo/benefício.

Vale lembrar também que a tendência hoje é cada vez mais usarmos serviços baseados na nuvem, ou seja, não termos muitos arquivos instalados em nossos próprios computadores. Por isso, comprar um HD muito grande pode ser um gasto desnecessário.

O momento de trocar de PC

Trocar seu computador por um novo é uma questão de tempo: em algum momento entre 3 e 5 anos você será OBRIGADO a comprar um computador novo. (Foto: www.tecnologiasdeultimogrito.com)

Drives de CD/DVD/Blu-Ray

Esta é provavelmente a atualização menos dispendiosa que pode ser feita em um sistema de computador. A maioria dos gravadores de DVD podem ser encontrados por menos de R$100. Eles são tão fáceis de instalar como um disco rígido. Gravadores e leitores de Blu-Ray podem ser uma opção mais cara, mas essencial para aqueles que usam o PC para entretenimento. Porém, esteja ciente de que ao optar pelo Blu-Ray, seu PC tem que ter configurações que aguentem a melhor qualidade de vídeo ou será uma atualização em vão. Para um notebook, esta atualização pode vir através de um drive portátil, já que a instalação direta não é possível.

Placas de Vídeo

A maioria dos usuários não terá a necessidade de atualizar a placa de vídeo do desktop, a menos que eles estejam procurando desempenho extra ou funcionalidade com aplicações 3D como jogos e filmes. Jogos de PC avançam em um ritmo muito rápido de forma que novas placas gráficas são liberadas a cada seis meses.

Infelizmente, notebooks não possibilitam estas atualizações. Ou seja, se sua placa de vídeo não roda os jogos mais recentes, você terá que trocar seu notebook. Já quanto aos PCs de mesa, você só fica limitado pela sua placa mãe e as placas de vídeo que ela aceita. Geralmente um PC de mesa com uma placa mãe mais recente aceitará qualquer placa de vídeo PCI-Express.

Mas vale lembrar também que boas placas de vídeo são caras e um dos investimentos mais pesados para um computador.

CPUs

Embora seja possível fazer upgrade de um processador na maioria dos PCs desktop, o processo é bastante complicado e difícil de executar para a maioria dos usuários. Como resultado, eu normalmente não recomendo fazer isso a menos que você construiu seu próprio computador a partir de peças separadas. Mesmo assim, você pode ser restringido pela placa-mãe de computadores para os processadores que você pode instalar no sistema. Você deve verificar sempre o soquete que sua placa mãe aceita e procurar saber qual o processador mais recente que a placa mãe aceita. Se o processador mais avançado tem dois anos de idade já, as chances são de que você precisará trocar seu PC.

Notebooks, assim como no caso das placas de vídeo, já vem com os processadores soldados na placa mãe. Ou seja, nada de substituição a não ser que você troque o aparelho inteiro.

Momento certo para trocar?

Se o custo global das partes adaptadas é mais do que 50% do custo de um sistema novo e melhor, é geralmente aconselhável apenas comprar um novo sistema de computador em vez de fazer a modernização. É claro que a substituição de um computador para um novo modelo apresenta o desafio de o que fazer com o antigo sistema. E mesmo assim, trocar de PC pode ser algo que leva um planejamento financeiro de alguns meses antes de ser concretizado. Por isso, nossa dica final é:

Troque seu sistema operacional pelo Linux

Todo computador, não importa a idade, irá funcionar bem com o Linux. Lógico que a velocidade para acessar coisas na internet, uso de alguns softwares e aplicativos da web ficarão prejudicados, mas é uma boa forma de dar uma sobrevida para seu computador até que você tenha dinheiro para atualizá-lo ou comprar um novo.

Como você lidou com a atualização de seu PC/Notebook? Como descobriu que era hora de trocar? Compartilhe suas técnicas e ideias nos comentários abaixo!